sexta-feira, 27 de abril de 2012

A essência da confiança

Aula passada trabalhamos com o tema CORAGEM e esta semana seguimos com o tema CONFIANÇA.
Segundo o dicionário confiança se refere a dar crédito, considerar que uma expectativa sobre algo ou alguém será concretizada no futuro.
A confiança pode ser voltada para si ou para o outro. Quando está voltada para si, ela é denominada de autoconfiança, sendo a convicção que uma pessoa tem, de ser capaz de fazer ou realizar alguma coisa. A confiança no outro é muitas vezes considerada ato de amizade ou amor entre os humanos, que costumam dar provas dessa confiança. 

Independentemente se estamos falando da autoconfiança ou confiança no próximo, acredito que existem 2 sentimentos importantes de serem trabalhados internamente para que a confiança seja reverberada de maneira positiva, são eles: 

A sinceridade 

O respeito 



Quando somos sinceras conosco mesmas(os) estamos vibrando dentro de nós a verdade da nossa essência EU SOU, esta presença divina que habita em nosso coração e, desta forma, começamos a respeitar os nossos potenciais e limites que podem ser compreendidos através de nossa consciência superior.
Da mesma forma, para confiarmos no outro precisamos de provas, e estas estão praticamente baseadas na sinceridade e no respeito pelo próximo. 
Porém, percebo que muitas vezes a sinceridade vem enrustida de um sentimento de não respeito. Devemos observar que a sinceridade e o respeito andam de mãos dadas - eu posso ser sincera com outro não concordando com sua opinião, pensando e agindo de maneira diferente, mas devo respeitar o que ele acredita, sente e age. Aí está o segredo dos bons relacionamentes, quer entre amigos, companheiros, filhos, pais ou mães.
"O sábio percebe o momento certo "de agir" e de "não agir" (ou "de não intervir"), pois reconhece que pode ser desastroso se opor aos processos e mecanismos das leis invisíveis da Vida, seja tentando modificá-la pretensiosamente, seja desobedecendo sua ritmicidade."
Baseado nesta frase, gostaria que vocês leitores fizessem a seguinte reflexão: a confiança nos leva perceber estes dois momentos que podem estar independentes um do outro ou ligados um ao outro.
- Momentos em que devemos agir - confiando na presença divina que habita em nosso coração e respeitando aquilo que somos - luz e sombra integradas em perfeita harmonia dinâmica. Devemos ser sinceros em nossa maneira de sentir, falar e agir, viagiando para que esta sinceridade não seja ofensiva e egoísta, porque ela deixa de ser saudável quando não está de mãos dadas com o respeito pelo próximo.


- Momentos em que não devemos agir - confiando no outro ou nas forças do Universo com seus processos e ritmos. Para isso, precisamos desenvolver o sentimento de humildade, de não sermos os donos da verdade e deixar que o outro expresse o seu poder criativo e diferente do nosso ponto de vista. Quando aprendemos a não agir, aprendemos a respeitar os que estão a nossa volta, a olhá-los amorosamente, a compreendê-los e a deixar que eles nos ensinem algo novo, por mais que tenhamos outras convicções ou crenças. O outro sempre nos enriquece, pois muitas vezes eles nos servem de espelhos para encontrarmos as nossas sombras na antipatia ou a nossa luz na empatia.
Para mim é importante embelezar a confiança em nós e nos outros com sentimentos de sinceridade e respeito. 
A confiança é construída dentro de nós na luz da verdade, do amor e da igualdade, afinal todos precisamos do outro para crescermos e sermos felizes....

Vamos abrir as portas de nosso coração e deixar a CONFIANÇA ser a chave que nos move para a CORAGEM que necessitamos ter para enfrentarmos os nossos medos e aceitarmos que a Vida é recheada de lindas surpresas! Confiemos!!!



Abs,
Amanda

sábado, 14 de abril de 2012

Um mensagem para você!

Olá Pessoal!


Tenho estado com muitas pessoas que estão passando por muitas mudanças. E toda mudança nos traz algo novo na vida. Assim, percebo que mesmo desejando que as mudanças aconteçam, sejam para realizarmos  algo que esperamos a muito tempo ou então por algo que inesperadamente nos aparece na vida, acabamos entrando em conflito com sentimentos de medo,  desconfiança, insegurança, dúvida, enfim, sentimentos estes que se analisados mais profundamente daríamos o nome de auto-boicote. 


Toda mudança, por melhor que seja, nos possibilita enfrentar alguns sentimentos latentes dentro de nós mesmos. Ela nos impulsiona para transformar algo que estava aparentemente quietinho e que nem imaginávamos (conscientemente) que teríamos de enfrentar. 


Para você, que está passando por mudanças na vida, seja ela no nível material, físico, emocional ou espiritual segue abaixo uma mensagem do oráculo: Mandala - A arte do conhecimento.



A mensagem da carta 5 -  Coragem!




Vemos nesta figura o princípio feminino voando para o leste, lugar de iluminação que nos conduz a todos os níveis de percepção e compreensão.


O leste é o lugar onde habita a águia, símbolo da superação, pois traz consigo o princípio celeste capaz de compreender o todo com sua autoconfiança e criação de uma nova visão.

A mensagem da carta sugere que se você tem um obstáculo que te impede de conquistar algo, você pode optar entre a inércia das lamentações ou movimentos de soluções.


Só podemos transpor as barreiras quando nos colocamos em ação. A sabedoria é obtida na luta contra nossos instintos inferiores e com a superação das dificuldades.


É necessário neste momento abordar os problemas como se fôssemos um alpinista galgando o mais alto cume de uma montanha e lutando para vencer todos os percalços do caminho. Se, tudo estiver contra você, permaneça sereno, pois é isso que gera força interior que será utilizada pela sua mente superior.


As vezes, nossos problemas são causados por pontos de vista incorretos, que geram um pessimismo desproporcional, privando-nos da lucidez. A dificuldade é aquilo que consideramos além da nossa compreensão, pois não temos a visão real dos fatos. 


A estrada que se apresenta diante de você pode parecer bloqueada, mas você deve aprender a considerar o desconhecido como algo amigável. 


Proponha-se a começar um novo dia com uma sensação de novidade no espírito. Assim, nascem  as grandes ideias, que você vai lapidando com coragem.


Por fim, esta carta nos pede para aprendermos a ampliar nossos horizontes, aceitando os novos desafios como parte do crescimento. Que saibamos decifrar os nossos medos que estão por trás de justificativas, eliminando as resistências e as desculpas.


Exercitar a coragem nos momentos difíceis inclui uma melhor forma de pensar através de pensamentos positivos, uma maneira tranquila de falar e de agir a partir da co-criação de ações que podemos fazer a todo instante.


Que possamos enfrentar os nossos desafios com o olhar de uma águia, superando nossas dificuldades com autoconfiança e tranquilidade!






Vamos exercitar as boas-vindas para tudo que é novo em nossa vida com a construção deste novo olhar!


"Quando despertarmos a nossa consciência, transformaremos o mundo em nós e, então, perceberemos que não eram propriamente nossos conflitos que nos incomodavam, e sim a nossa maneira de vê-los."
Francisco de do Espírito Neto 


Abraços!
Boa semana com muita coragem!
Amanda
Ocorreu um erro neste gadget