segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Eu compreendo a minha escolha!

 

Continuando com o elemento terra, elegi para a semana a frase "Eu compreendo minha escolha", do Oráculo dos Aromas de Gorethi Moura. A autora relaciona esta frase com o óleo essencial Petitgrain que vibra no elemento terra do 1o. chackra.


Conversando com a aromaterapeuta Gorethi Moura sobre o que mais ela poderia nos contar sobre a combinação deste óleo com esta frase, ela fez a seguinte consideração:

"Eu compreendo a minha escolha" é a afirmação do "Oráculo dos Aromas" para o Petitgrain. Nas minhas viagens para dentro, digo para mim mesma: "para cumprir a minha missão preciso respirar". Este óleo essencial me faz respirar, deixando-me consciente do meu sacro-ofício (trabalho sagrado) e permitindo-me entrar em contato com o meu brilho interior?"

Desta forma, podemos refletir se nossas escolhas estão baseadas no sacrífio ou no sacro-ofício. Se elas pesam e trazem angústias com certeza não estou conseguindo respirar. 

Assim dizemos que uma escolha não é errada, pois é difícil pontuar o que é certo ou errado num mundo heterogêneo. Podemos fazer as escolhas que nos cabem naquele momento, escolhemos de acordo com a compreensão daquele limitado instante. Toda escolha é muito mais válida quando conseguimos usar a respiração para entrar em contato com nossa missão, permitindo que sejamos mais conscientes de nosso sacro-ofício. O sagrado é o trabalho (o elemento terra em ação) que fazemos com a alma, em união com o nosso espírito (que nesse momento se materializa em nosso corpo).

Para realizar a nossa missão precisamos estar com nossas raízes firmes, ancorados na nossa presença, precisamos criar um espaço de segurança interna e externa, de solidez através da confiança em nós  mesmos e no outro.
O elemento terra nos fala de produtividade através das diversas experiências. Então, é um trabalho de formiguinha, dia após dia, com muita paciência. Todo aprendizado requer erros e acertos, mudança de hábitos, conceitos e crenças, e isso só se dá com as vivências que cada um escolhe para si próprio. 

 




Quando ancoramos a energia da terra podemos sentir a nossa presença no corpo físico e, a partir deste momento, abrimos espaços para respirar e deixar que o ar renove nossas energias, nos trazendo a força necessária para fluirmos com uma ação consciente de cada processo. Dizemos então: "Eu compreendo a minha escolha."


Gorethi Moura ainda nos lembra: o óleo essencial de Petitgrain é feito de folhas e galhinhos. Então fica a dica: ele nos ajuda a trabalhar a flexibilidade para  que compreendamos nossas escolhas.



Que este aroma possa nos acompanhar nas reflexões sobre de nossas escolhas!

Abs carinhosos,
Amanda

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Elemento Terra e a dança

Somos um microcosmos dentro de um Macrocosmos, tudo o que acontece fora de nós, é um espelho que se passa dentro de nós também.

A Astrologia (estudo da influência dos Astros na Terra) explica que tal como a Terra, o Ser Humano também é constituído por quatro Elementos: Terra, Água, Ar e Fogo. A Terra e a Água são elementos Yin (femininos), o Ar e o Fogo são elementos Yang (masculinos).

O que significa elemento Yin?
É o Elemento mais introvertido, há um movimento mais para dentro. É fechado, suave, tímido, receptivo, feminino.

O que significa elemento Yang?
É o Elemento mais extrovertido. Expande, há movimento para fora, é activo e masculino.

Cada ser humano é constituído por estes quatro Elementos, que vão definir a sua personalidade consoante a predominância ou falta destes Elementos. 

Tanto o Homem como a Mulher carregam dentro estas energias (em maior ou menor intensidade), que podem ser observadas num mapa astrológico. Tudo o que chamamos de características (jeitos, tendências, manias), são na verdade, energias e, quando bem trabalhadas e conscientes, podem-nos ajudar a encontrar o tão desejado Equilíbrio.  

Como atingir o equilíbrio a nível interior?

O momento em que despertamos nossa consciência, podemos escolher procurar desenvolver a energia que nos falta, ou trabalhar a energia que temos em excesso, para atingirmos cada vez mais um maior Equilíbrio, maior bem-estar com o nosso Ser.  

Vamos dar continuidade falando mais do ELEMENTO TERRA. Numa outra oportunidade, falei mais enfaticamente dos outros elementos.


O Elemento Terra é Yin, é o mais pesado, corresponde corresponde a SENSAÇÃO, ou seja, o que pode ser captado através dos sentidos do nosso corpo. É a morada do Espírito, é o Templo da Alma. 

A idéia central deste elemento é desfrutar dos prazeres que o mundo físico proporciona. É a nossa realidade, o lado concreto e prático da vida, a busca de estabilidade e segurança, a determinação, a paciência, a produtividade, a eficiência e o senso de forma e proporção são características deste elemento.
 
Quais as características das personalidades com o Elemento Terra?

São pessoas práticas, lidam bem com os assuntos do Planeta Terra, são persistentes, fiéis, verdadeiras, organizadas, auto-disciplinadas, pacientes, construtoras, sabem tirar prazer do mundo físico, gostam de rotina, são responsáveis.

O excesso de terra  sinaliza uma grande preocupação com as coisas materiais e concretas, dificuldade de mudar, inflexibilidade, utilitarismo, dificuldade de lidar com pensamentos abstratos, conceitos e teorias, pois tudo tem uma conotação muito concreta. Pode gerar também excesso de rotina, possessividade, teimosia, avareza ou obsessão pelo trabalho.

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades com muita Terra?

Ajuda variarem as suas atividades: não usar relógio, sair da ordem, experimentar coisas novas, comer alimentos que apanhem mais sol (fruta, cereais), re-lacionarem-se com personalidades de Fogo e Ar, sair da rotina de vez em quando, experimentarem dizer e fazer coisas que nunca pensaram fazer, arriscar mudar algo, porem-se à prova, frequentar grupos com princípios espirituais, e praticarem meditação activa. 

O vídeo que seleciono para ajudar as pessoas com muita terra é uma linda coreografia de duas bailarinas (Munira e Aysha Almée), minhas eternas professoras e inspiradoras deste post.

Manter os pés no chão, movimentos retos, disciplina, determinação e segurança - atributos do elemento terra. Porém, envolto de um dinamismo, saindo um pouco da ordem, usam movimentos os saltos do chão (Ar), experimentando algo novo e diferente. Os tremidos fortalecem o elemento fogo, trazendo prazer e mais entusiasmo numa coreografia onde podemos captar e absorver as sensações de um corpo vivo, desperto e prazeroso.  

Para aqueles buscam  harmonizar-se com o excesso do elemento Terra em seu interior. Apreciem!!!  

 


A falta de terra provoca dificuldade em lidar com o mundo material e concreto. A pessoa pode ser muito sonhadora mas pouco prática. A falta desse elemento pode ocasionar problemas para alcançar estabilidade, pois falta o “pé no chão”. Pode haver dificuldade de prover as necessidades físicas e de sobrevivência. Pense na terra: sólida, firme, consistente, a base. É a energia mais densa de todas, a mais suscetível à força da gravidade, a mais próxima do nutriente básico da vida material ( o chão).

O que ajuda as pessoas a serem mais equilibradas quando têm personalidades sem Terra?

Colocar objetivos na sua Vida com prazos, procurar estar com pessoas com personalidades com muita Terra, receber e dar massagens, comer mais alimentos que vêm da Terra (batata, cenoura, beterraba), andar descalço, fazer coisas com as mãos (massagens, jardinagem, trabalhos manuais), tomar conta do corpo e senti-lo (atividades como dança, ou atividades físicas e corporais), parar e apreciar a natureza, respirar fundo.

Aqui vai um outro vídeo que seleciono para a falta do elemento terra. De uma bailarina que admiro e me ensina muito: Ju Marconato

Para aqueles que sente a falta da terra, essa coreografia nos inspira, mais pé no chão, movimentos retos e secos distribuidos em todas as partes do corpo. Para isso, é necessário treino, prática, foco, determinação, disciplina, ordem. 

Mas tudo isso, por meio do prazer em sentir seu corpo vibrante em solo firme, com base absorvendo os nutrientes necessários para poder caminhar, saltar e curtir tudo o que há dentro do nosso templo sagrado.

Apreciem mais um pouco desta linda coreografia!




Amanhã, 20/08 terça feira, mais um encontro de Dança terapêutica em harmonia com o elemento TERRA dentro de nós...

Gostou e quer participar do nosso encontro! Agende este encontro pelo tel 98152-0186...

bjs 
Amanda








































terça-feira, 13 de agosto de 2013

A energia dos elementos da natureza vibrando dentro de nós através da dança

Os elementos da natureza estão associados a emoções, tipo de personalidade, a estilos cognitivos, entre outros.

O equilíbrio dos elementos da natureza é sempre dinâmico e muda em maior ou menor grau em diferentes situações e condições. Pode ser dominante ou deficiente em cada pessoa.

Elemento TERRA
 
O elemento terra corresponde ao 1o. chakra. que corresponde às partes do corpo: pernas, pés, ossos, intestino grosso. Sua cor avermelhada, representa a ligação com a terra. Pode-se ser compreendida intuitivamente como pesada, sólida, segura.

Pode ser rica e fértil quando em harmonia com os outros elementos - quando há suficientemente calor (fogo), umidade (água) e boa qualidade de ar. 

Pode ser fria e intolerável quando não há bastante calor (falta de fogo), árida e escabrosa (pouca água), e chocha sem vida (pouco ar).

O Chakra raiz canaliza a energia da terra para os centros superiores e ao mesmo tempo ajuda a enraizar nossas energias espirituais mais elevadas no plano material

Quanto mais enraizados maiores às chances de realizarmos nossos sonhos, de nos tornarmos uma pessoa alegre e mais feliz.
Um dos princípios de enraizamento, segundo a terapia bioenergética é: 

"Parar de pensar e sentir o corpo"



Quando buscamos compreender as sensações físicas do corpo estamos mais próximos de harmonizar o elemento terra dentro de nós.

Assim, dizemos que estamos em contato com nós mesmos, cuidando com afeto do nosso ser e construindo alicerces firmes que possibilitem o desenvolvimento e aperfeiçoamento dos estados de energia superiores.

Quando estamos em harmonia com o elemento terra podemos criar também um base interior saudável, entrando em contato com os nossos sentimentos, sentindo ainda mais o nosso corpo e nos relacionando com os outros saudavelmente.

A respiração e o movimento consciente do corpo nos ajuda a tornarmos mais flexíveis sem tentar controlar o fluxo da vida. Somos capazes de tomarmos decisões sem apegos, fazendo mudanças necessárias e prazerosas.




Quando o elemento terra está equilibrado em nós, sentimo-nos mais estáveis, firmes e confiantes. Ficamos enraizados na experiência, sem sentirmos pesados ou aéreos demais. Não perdemos facilmente o equilíbrio e nem deixamos de estar em contato com que é importante. Somos responsáveis e firmes em nossos pés, pois aprendemos a cuidar de nós mesmos, a nos sustentar descobrindo através das sensações do nosso corpo físico às nossas necessidades. 

Amar e cuidar de nós mesmos é um atributo de quem está em harmonia com o elemento terra!

 A minha inspiração para o encontro de Dança Terapêutica desta semana é a bailarina Saida e o rítimo árabe baladi.
 
Baladi é um dos ritmos mais executados no Egito e no Líbano. Possui marcações fortes e retoma a cultura popular, as origens familiares e o significado da terra natal. A própira palavra baladi, traduzida, significa “minha terra”.
Dançar com os pés firmes no chão, sentindo o equilíbrio dos dois lados do corpo, deixando os quadris flexíveis e maleáveis, ao mesmo tempo que me sinto estável e confiante. Fluir no ritimo com a respiração livre e os movimentos conscientes. 


Apreciem esta dança e sintam a energia da terra dentro de você!





Quer participar dos encontros de Dança Terapêutica? Todas às terças feiras às 19:15h... Entre em contato com Amanda  - 98152-0186

Abs
Amanda

Ocorreu um erro neste gadget